Prefeitura Municipal de Santana do Paraíso

Previsão do tempo

Terça-feira - 23/05

Mínima: 20°C
Máxima: 23°C
Situação: Chuvas Isoladas
IUV: 7.0

Você sabia? O Município de Santana do Paraíso foi criado pela Lei nº 10.704/1992
Imprimir Email

Localização

Localização

por Jakson Goulart

22/08/2011 04:01

O Município de Santana do Paraíso faz parte da região Leste de Minas Gerais, microrregião do Vale do Aço. Limita-se ao Norte com Mesquita e Belo Oriente; ao Sul, com Ipatinga; a Leste com Ipaba e Vargem Alegre; e, a Oeste, com Mesquita e Ipatinga.

O Município tem extensão territorial de 276 Km2 e é formado por 10 comunidades rurais (povoados), 12 comunidades urbanas (bairros) e um Distrito Industrial.

O centro da cidade inicia-se no entroncamento da MG 232 com a Estrada Municipal 402, que vai para a comunidade do Achado, e se estende por uma faixa de 2.500 metros até o entroncamento da MG 232 com a Estrada Municipal 103, de acesso ao bairro Residencial Paraíso.

Existem ainda 28 estradas municipais que interligam bairros e povoados, todas mantidas em condições de tráfego pela Prefeitura.

A área central do Município é constituída pelos seguintes bairros: Centro, Oliveira, Alto de Santana, São José, Josefino Anício de Oliveira, Veraneio, Vale do Paraíso e Residencial Paraíso.

 

Conheças alguns bairros

_ CHÁCARAS PARAÍSO:   Comunidade localizada na zona urbana, composta por 429 chácaras. Limita-se a partir do bairro São José, seguindo ao longo do Ribeirão do Achado até a divisa com a área de reflorestamento da Cenibra, passando pelo Córrego da Garrafa, até a Fazenda Bom Jardim, retornando ao bairro São José.

_ ÁGUAS CLARAS: Bairro composto por uma faixa de 500 metros a leste da Estrada Municipal 010, e uma extensão de 1.000 metros, a partir de afluente do Córrego Águas Claras em direção a Santana do Paraíso.

_ IPABA: Bairro delimitado por uma faixa de 1.000 metros ao longo do Rio Doce, limitada ao sul pela junção das Estradas Municipais 307 e 105, seguindo pela Estrada Municipal 105 por 3.000 metros.

_ INDUSTRIAL: Bairro delimitado por uma faixa de 500 metros ao longo da Estrada Municipal 010, pelo lado direito, a partir da Estrada Municipal 203. Daí até a Rodovia MG- 232 e a divisa com Ipatinga. O bairro limita-se à esquerda por uma nascente do Ribeirão da Garrafa e segue acompanhando a MG 232 até o bairro São José, avançando 500 metros dos dois lados da MG 232. Também faz parte do Industrial comunidade do Sucupira.

_ PARQUE CARAVELAS, PARQUE VENEZA E CIDADE NOVA: Bairros mais recentes de Santana do Paraíso, que limitam-se, a leste, com Ipatinga, a partir da estrada municipal 106 até estrada de ferro da Vale, seguindo pela divisa com o Distrito Industrial até a Estrada Municipal 103, e daí até a BR 381, ponto do qual segue divisando com o ribeirão Águas Claras até a divisa com a estrada Municipal 010; ao norte, esses bairros fazem divisando com a Estrada Municipal 106, até o limite com o município de Ipatinga, ponto de partida.

_ JARDIM VITÓRIA E PARQUE BETHÂNIA:

 

 

DE PONTA A PONTA

 

COMUNIDADE

DISTÂNCIA (SEDE)

Centro

-

Alto Santana

-

Oliveira

0,1 Km

São José

0,1 Km

Paraíso

0,5 Km

Josefino Anício Reis

0,1 Km

Veraneio

0,3 Km

Vale do Paraíso

0,4 Km

Industrial

1 Km

Águas Claras

7 Km

Residencial Paraíso

2,5 Km

Ipaba

35 Km

Cidade Nova

18 Km

Parque Caravelas

17 Km

Veneza

17 Km

Chico Lucas

9,5 Km

Boa Vista

5 Km

Batinga

5,5 Km

Areia Grossa

4 Km

Coruja

8 Km

Barra Grande

3 Km

Córrego do Achado

11 Km

Córrego do Monjolo

0,5 Km

Caxambu

5 Km

Ponciano

8 Km

Bonsucesso

15 Km

 

COMO CHEGAR

As principais vias de acesso a Santana do Paraíso são as BRs 381 e 458, a MG 232 e a Estrada de Ferro Vitória Minas. O Município possui o único aeroporto do Vale do Aço, com capacidade para vôos de médio porte, localizado nas proximidades do Distrito Industrial, à margem da BR-458.

 

ACESSOS

MG-232 (rodovia estadual) – principal via de acesso à Sede e ao bairro Industrial.

BR-381 (rodovia federal) – principal via de acesso aos bairros Parque Caravelas e Parque Veneza. Através da rodovia, tem-se também acesso à Sede e adjacências.

BR-458 (rodovia federal) – principal via de acesso ao aeroporto e ao Distrito Industrial.

Estrada de Ferro Vitória-Minas (Vale) – corta toda a extensão do Município, passando pelo Distrito Industrial, aeroporto, Ipaba e comunidade rural de Boachá.

Número de domicílios – 7.891 (IBGE, 2014)

Densidade – 116,75 hab/km² (IBGE, 2014)

 

 

DISTÂNCIAS

Belo Horizonte – 237 Km

São Paulo – 630 Km

Rio de Janeiro – 400 Km

Salvador – 832 Km

 

CARTOGRAFIA

 

O Município de Santana do Paraíso foi criado no dia 28 de abril de 1992, pela Lei nº 10.703, após emancipação de Mesquita, e foi instalado oficialmente no dia 1º de janeiro de 1993.

Santana do Paraíso pertence à Região Metropolitana do Vale do Aço (juntamente com Ipatinga, Coronel Fabriciano e Timóteo, e mais 22 cidades do Colar Metropolitano), e integra a microrregião do Vale do Aço, a macrorregião do Vale do Rio Doce e a mesorregião da Mata e Rio Doce. Área territorial: 276 Km².

 

Clima

O clima do Município é tipicamente tropical. O regime pluviométrico é também tipicamente tropical, sendo que o período de maior intensidade de chuvas ocorre entre os meses de novembro a fevereiro, e o de menor intensidade, entre junho e agosto.

 

Relevo

Do ponto de vista geomorfológico, Santana do Paraíso situa-se numa região montanhosa de predominância rochosa, de onde originam-se belas cachoeiras. As principais serras são as do Chico Lucas e do Achado.

Predominam no Município terrenos com acentuada declividade, entremeados com áreas mais íngremes – onde a declividade é maior que 30% é vedada qualquer tipo de ocupação.

Quanto à capacidade de ocupação do solo, Santana do Paraíso tem aproximadamente 60% de sua área formada por terrenos de fertilidade regular. Porém, do ponto de vista geotécnico, os solos residuais do Município possuem grande risco de erosão, devido à prática do desmatamento para extrativa de carvão vegetal e pela ocupação inadequada de áreas de acentuada declividade.

 

Cachoeiras

Santana do Paraíso possui uma rede hidrográfica muito rica. Os riachos, na maioria, têm sua nascente a noroeste do Município, onde se situa a Serra do Achado.

O manancial hidrográfico de Santana do Paraíso é formado por 16 córregos, três ribeirões (Ipanema, Achado e Taquaraçu), quatro lagoas, três cachoeiras (Bela Vista, Paraíso e Engenho Velho) e um rio (Doce), que é o seu principal curso d´água, onde deságuam todos os ribeirões e riachos.

O ribeirão do Achado, com suas belas corredeiras, proporciona a beleza das várias cachoeiras que são a marca registrada de Santana do Paraíso. Entre as principais, estão a Cachoeira do Paraíso, freqüentada por milhares de turistas nos dias quentes de verão, e a Cachoeira do Engenho Velho, no centro da cidade.

Também vem do ribeirão do Achado a maior parte da água que abastece Santana do Paraíso. Os demais bairros e povoados são abastecidos de água potável através de poços artesianos.

A cachoeira do Bela Vista e a lagoa da Prata são outros recursos naturais igualmente freqüentadas por turistas de diversas cidades do Vale do Aço e de outras regiões.

 

Vegetação

A cobertura vegetal de Santana do Paraíso, bastante modificada pela ação do homem, é de formações florestais, com a presença de matas ciliares e capoeiras. A maioria da cobertura vegetal, em torno de 70%, é de áreas de reflorestamento de eucaliptos no entorno do Município, para atendimento à indústria de celulose e produção de carvão vegetal. As áreas de reflorestamento são de propriedade das empresas Cenibra, Preservar e CAF.

 



Matérias relacionadas

    Final do corpo do documento e conteúdo da página